- Notícia

JOHNSON & JOHNSON COMPRA A MARCA HIPOGLÓS DA PROCTER & GAMBLE NO PAÍS

A Johnson & Johnson (J&J) anunciou nesta quarta-feira (2) um acordo definitivo com a Procter & Gamble (P&G) para aquisição do creme preventivo de assaduras Hipoglós.

A marca líder no País deve colocar a J&J no topo do ranking das empresas que mais vendem creme antiassaduras no mercado brasileiro, que é o maior do mundo e cresce 11% ao ano. Em 2015, a categoria girou R$ 430 milhões, conforme dados Nielsen divulgados pela J&J.

A transação deverá ser concluída ainda no primeiro semestre deste ano, mas está sujeita à aprovação prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Os valores da operação não foram divulgados pela J&J.

Um levantamento da empresa de pesquisa global Euromonitor, mostra que a categoria de pomadas para tratamento de assaduras teve uma expansão de 96% no Brasil entre 2009 e 2014, somando US$ 296,8 milhões (equivalente a R$ 695,1 milhões). Ao redor do mundo, as vendas dessa categoria cresceram 39,4%, a US$ 1,08 bilhão. A pesquisa é realizada anualmente, sendo que a última edição foi divulgada no começo de 2015.

Segundo analistas da Euromonitor, entre 2009 e 2014 foi possível observar uma mudança no comportamento dos brasileiros que optaram por adquirir produtos próprios para os cuidados e higiene de crianças, o que contribuiu para a forte expansão do mercado. No entanto, a intensificação da retração da economia doméstica pode levar a uma busca por produtos mais baratos e provocar desaceleração no crescimento do segmento de consumo infantil.

Na época da pesquisa, três empresas apareciam na liderança das vendas de cremes para assaduras no mundo: Bayer (Bepantol), P&G (Hipoglós)e J&J (Desitin), nessa ordem. No Brasil, entretanto, a pesquisa apontava que a líder era a P&G com a Hipoglós, seguida por Bayer (Bepantol) e Reckitt Benckiser (Dermodex).

“Produtos básicos de higiene infantil, como xampus, condicionadores, escovas e pastas dentais e sabonetes continuam sendo os itens mais comprados pelos pais com filhos entre 0 e 12 anos. Exigentes na hora da compra, muitos desses pais disseram preferir produtos recomendados pela família ou por amigos, e produtos de marcas conhecidas. Impulsionado também pelas categorias de fraldas descartáveis, lenços umedecidos e xampus, o mercado de higiene infantil atingiu em 2014 R$ 6,31 bilhões”, declarou a analista de beleza e cuidados pessoais da Mintel, Juliana Martins.

Estratégia

De acordo com o presidente da Johnson & Johnson Consumo do Brasil, Duda Kertész, o negócio reforça o compromisso contínuo da Johnson & Johnson em investir no mercado brasileiro e no crescimento desta categoria. “O segmento de cuidados com bebês é muito estratégico para a J&J e esta aquisição adiciona mais uma marca forte icônica com produtos de alta qualidade ao portfólio que oferecemos aos consumidores brasileiros, ao mesmo tempo que fortalece a nossa liderança no segmento”, afirmou o executivo, em comunicado à imprensa.

Na semana passada, a J&J divulgou que as vendas globais no segmento consumo somaram de US$ 13,5 bilhões em 2015. A cifra equivale a alta operacional de 2,7%, se excluído o efeito cambial. Nesse segmento, a categoria cuidados para bebê apresentou vendas operacionais (sem variação do câmbio) de 1,2% maiores na passagem de 2014 para 2015.

A receita líquida da companhia no mundo totalizou US$ 70,1 bilhões no ano passado, queda de 5,7% em relação a 2014, devido aos efeitos do câmbio nas operações fora dos Estados Unidos. Conforme relatório de resultados, excluindo o impacto líquido das aquisições, alienações e vendas de hepatite C, numa base operacional, as vendas mundiais subiram 6,5% – nos EUA houve avanço de 10,6% e nos outros países expansão de 3%.

Para este ano, a fabricante espera registrar crescimento operacional entre 2,5% e 3,5% no mundo todo, com vendas de até US$ 71,5 bilhões.

Já a Procter & Gamble (P&G) registrou receita líquida global de US$ 70,7 bilhões no ano passado, queda de 5% sobre 2014. O segmento de cuidados com bebê, feminino e família representa 29% da cifra. A P&G, que também divulgou balanço na semana passada, tem reduzido o portfólio para focar em marcas-chave e de alto crescimento como produtos de barbear da Gillette, fraldas Pampers e detergente.

Veículo: Jornal DCI

About Assessoria de Comunicação

Read All Posts By Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *