- Notícia

Bio Extratus investe em ampliação

  Projeto é aumentar a área construída do complexo industrial de 800 metros quadrados para 5 mil metros quadrados.

A indústria de cosméticos mineira Bio Extratus, com sede e planta em Alvinópolis, município do Sul de Minas, prepara a expansão da unidade industrial. A ideia é ampliar a área construída, atualmente de 800 metros quadrados, para 5 mil metros quadrados. A expectativa é que as obras sejam concluídas em meados de 2016, para que a fábrica comece a operar no início de 2017. O valor investido no projeto é mantido em sigilo pela empresa.

A nova planta será construída no mesmo terreno do atual parque fabril, mas a fábrica antiga, construída há 16 anos, deve ser desativada. “Naquela época, no final dos anos 90, a realidade da Bio Extratus era muito diferente. Essa nova indústria será mais moderna e, portanto, vai permitir uma evolução dos processos e da logística interna da empresa”, informa o consultor comercial da marca, Eduardo Avendanho.

A unidade industrial terá capacidade para fabricar até 12 milhões de unidades mensalmente, quantidade seis vezes superior à atual. Avendanho, contudo, pondera que a produção vai aumentar de acordo com a necessidade da corporação. Neste ano, o uso médio da capacidade instalada foi de 80%. A fábrica emprega diretamente 500 colaboradores e o consultor revela que, a princípio, não será necessário admitir outros funcionários.

O portfólio inclui 180 produtos, sendo que o carro-chefe são os itens de tratamento capilar. O público-alvo da marca é o feminino, mas Avendanho afirma que a Bio Extratus não está focada em uma faixa etária ou classe social específicas. O preço médio dos cosméticos varia de R$ 20 a R$ 30. A empresa tem uma rede de 82 distribuidores espalhados pelo País, o que garante que os produtos cheguem a praticamente todo o território nacional.

Embora a empresa tenha poucos itens voltados para os homens, Avendanho ressalta que a Bio Extratus acompanha de perto o desenvolvimento desse nicho de mercado, uma vez que eles demonstram crescente interesse por cuidar da aparência. “Nossa linha masculina, por enquanto, é pequena, mas tem boa penetração. Este é um momento de estudar o comportamento desse público, para entender quais produtos os homens realmente desejam comprar”, observa.

Apesar de a empresa estar instalada em território mineiro, o principal mercado é representado pelos estados da região Centro-Oeste. Minas Gerais é a quarta praça mais importante para os negócios, também atrás das regiões Norte e Nordeste.

Expectativas – Neste ano, apesar da turbulência econômica, a empresa estima crescimento de 8% do faturamento frente a 2014. Avendanho confirma que o índice é inferior à média de 10% registrada em exercícios anteriores, mas atende às estimativas da Bio Extratus.

O consultor pondera que, além da crise, outros fatores contribuem para a piora do desempenho. Entre eles, o principal é o avanço da concorrência em escala regional e nacional, sobretudo ao longo dos últimos quatros anos.

A variação positiva ligeiramente abaixo da média, contudo, não afeta o otimismo da organização. Para Avendanho, o mais importante é que o crescimento aconteça de forma sustentável. “Precisamos que o crescimento seja estruturado, pois, se ele acontecesse de uma única vez, poderíamos gerar problemas para toda a cadeia produtiva”, explica o consultor.

Veículo: Jornal Diário do Comércio – MG

About Assessoria de Comunicação

Read All Posts By Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *