- Notícia

Mundipharma consagra-se na área Oftalmológica ao adquirir o portfólio de produtos para glaucoma da MSD

A Mundipharma Ophthalmology Products Limited anunciou um acordo com a MSD, também conhecida como Merck nos Estados Unidos e no Canadá, para adquirir o portfólio de oftalmologia da MSD no tratamento do aumento da pressão ocular causada por glaucoma primário de ângulo aberto ou hipertensão ocular, na Austrália, Canadá, América Latina, Oriente Médio, África e Nova Zelândia. Isto estabelece um marco importante no fortalecimento da trajetória e do contínuo investimento da Mundipharma em medicamentos para cuidados especiais.

“Para a Mundipharma, esta aquisição é uma entrada estratégica no setor global de oftalmologia com uma forte base de produtos comprovados e confiáveis”, disse Raman Singh, presidente da Mundipharma para a Ásia-Pacífico, América Latina, Oriente Médio e África. “A Mundipharma investirá para alavancar a história clínica bem sucedida da Merck e continuar seu legado de confiança, fornecendo soluções de alta qualidade que atendem às necessidades de pacientes em estado crítico e expandindo o acesso a estes importantes medicamentos nas regiões em que a Mundipharma atua”.

“Estamos satisfeitos por termos realizado este acordo com a Mundipharma para possibilitar o acesso contínuo de pacientes a estes medicamentos”, disse Muna Bhanji, presidente para hospitais e cuidados especiais da MSD. “Esta transação conclui o despojamento do negócio global de oftalmologia da MSD, enquanto nós continuamos a aprofundar nosso foco nos principais mercados e áreas terapêuticas e avançamos com nosso canal de inovações”.

O glaucoma é a segunda causa mais comum de cegueira no mundo. Estima-se que 4,5 milhões de pessoas no mundo inteiro estejam cegas devido ao glaucoma e que esse número aumentará para 11,2 milhões até 2020. Devido à progressão silenciosa da doença, pelo menos em seus estágios iniciais, acima de 50% das pessoas afetadas nos países desenvolvidos não estão nem mesmo cientes de ter glaucoma. Este número pode chegar a 90% em regiões subdesenvolvidas do mundo.

Os tipos mais comuns de glaucoma inicial em adultos são o Glaucoma Primário de Ângulo Aberto (GPAA), uma forma mais frequentemente encontrada em pacientes de ascendência africana e caucasiana, e o Glaucoma de Ângulo Fechado (GAF), que é o mais comum em pacientes de ascendência asiática. Ainda não existe cura para o glaucoma e a perda da visão é irreversível. No entanto, a medicação ou cirurgia podem interromper ou diminuir o avanço da perda da visão. Por conseguinte, o diagnóstico e tratamento iniciais são essenciais para limitar a deficiência visual e prevenir sua progressão para a deficiência visual grave ou cegueira.

Fonte: Boletim SnifBrasil

About Assessoria de Comunicação

Read All Posts By Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *